O Evangelho de Lucas é um dos quatro Evangelhos na Santa Bíblia e é o terceiro livro do Novo Testamento. O autor desse Evangelho, Lucas, era um amigo do Apóstolo Paulo e também o autor do livro de Atos. Atos é o primeiro livro logo depois dos quatro Evangelhos na Bíblia. Lucas era um médico e provavelmente muito bem-educado, devido ao estilo e estrutura do seu texto escrito. O Evangelho de Lucas é endereçado a Teófilo e focaliza-se na história completa de Jesus Cristo, do seu nascimento e ministério à Sua crucificação e ressurreição. O Evangelho de Lucas focaliza-se nos ensinamentos de Cristo sobre a salvação e a realização das profecias do Velho Testamento sobre a vinda do Messias. Ele inclui a linda história do nascimento do bebê Jesus e a concepção milagrosa do Espírito Santo. Estudiosos bíblicos geralmente concordam que o Evangelho de Lucas foi escrito entre 59 e 70 D.C. O autor é mencionado em Colossenses 4:14 pelo Apóstolo Paulo.

 

O Evangelho de Lucas: Esboço e estrutura

O Evangelho de Lucas é organizado em oito seções principais que descrevem a vida, ministério e milagres de Jesus Cristo. Esse Evangelho é cheio de detalhes sobre a história e eventos daquela época. Cuidadosamente incluem detalhes sobre a cultura política e as famílias que viveram na época de Jesus e do Seu ministério terreno. A primeira seção começa com uma introdução que explica o propósito do Evangelho do ponto de vista do autor humano. A segunda seção, que começa com o quinto versículo do primeiro capítulo, descreve os eventos que aconteceram durante a vinda de Jesus Cristo e João Batista. Essa seção descreve o nascimento de Jesus e alguns eventos de Sua infância. A primeira vez que o livro cita algo que Jesus falou é no segundo capítulo, versículo 49. A terceira seção detalha os eventos que dão início ao ministério público de Jesus, incluindo o Seu batismo (Lucas 3:21,22) e Sua tentação (Lucas 4:1-13). Os quatro capítulos seguintes formam a quarta seção do Evangelho de Lucas, incluindo o início do Seu ministério, a escolha dos 12 Apóstolos (Lucas 6:12-16) e a execução de milagres (Lucas 4:35, 4:39, 5:13). Por todos esses capítulos, Jesus demonstrou muitos poderes que serviram para validar Sua autoridade dada por Deus, incluindo a autoridade de perdoar pecados (Lucas 5:20, 7:48), a autoridade de conhecer nossos pensamentos (Lucas 5:22), a autoridade de curar pessoas (Lucas 6:8), a autoridade de oferecer paz (Lucas 7:50), a autoridade sobre a natureza de acalmar uma tempestade (Lucas 8:24). Essa seção também descreve muitas lições e ensinamentos de Jesus que são princípios que devemos seguir para que vivamos uma vida que agrada a Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here