parábola da pérola

Outrossim o reino dos céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas;

E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.

Mateus 13:45,46

Jesus conta está parábola de um homem mercador que está à procura de pérolas. Durante essa procura, ele encontra uma pérola de valor excepcional, porém, para comprá-la, esse homem precisa vender tudo o que têm.

Nos dias de Jesus as pérolas eram muito procuradas, e seu valor já era conhecido. Geralmente as pérolas de maior valor eram obtidas do Golfo Pérsico ou do Oceano Índico, sendo que os mercadores podiam ir até a região da Índia em busca de boas pérolas.

Essa parábola trata da disposição de se entregar tudo em favor de um bem de valor incalculável, do próprio Cristo e seu reino. Tal como na parábola anterior, aqui o mercador vende tudo o que têm para poder comprá-la. É importante ressaltarmos que esse ensino não implica em um tipo de “compra” da salvação. Sabemos que a salvação é um dom gratuito de Deus, e o ato de “comprá-la” é no sentido de obtermos posse lícita sobre ela, e isso fazemos não pela nossa própria capacidade ou recursos, mas pela graça, mediante a fé em Cristo, de modo que até mesmo a fé que exercemos é dom divino (Ef 2:8).

Uns encontram o maravilhoso tesouro sem ao menos estarem procurando, enquanto outros encontram a pérola de grande valor após uma busca incessante. Todos nós nos enquadramos em uma das duas situações. Sabemos que ao homem caído e corrompido pelo pecado é impossível buscar por si mesmo a Cristo, mas muitos cristãos, antes de sua conversão, buscavam algo que poderia satisfazê-lo.

Procuraram e procuraram por um longo tempo, muitas vezes sem ao menos saber o que estavam procurando, até que, nessa procura, se depararam com o precioso tesouro da salvação e de uma nova vida pelo Espírito. Eles ficam exultantes, eles encontraram o Cristo. Mesmo tendo procurado, se surpreendem com o imenso tesouro que encontraram. Se na Bíblia temos exemplos de pessoas que encontraram o tesouro escondido sem ao menos procurá-lo, como o Apóstolo Paulo no caminho de Damasco (At 9:1-19), também temos exemplos de pessoas que encontraram a pérola de grande valor após uma busca diligente, e muitas vezes esquecendo do valor verdadeiro e dos tesouros que o Senhor tem para nós.

Será que a nossa procura está conforme a vontade e o desejo de Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here